Itália I

APERTURA DELL´ANNO PAOLINO – Benedetto XVI
28 giugno 2008 – Basilica Papale di  S. Paolo fuori le Mura
 
ROMA – Paulinas e Paulinos iniciam o ano dedicado a são Paulo
30 giugno 2008 – Santuario Regina degli Apostoli 
 
Paulinos e Paulinas inauguraram o Ano dedicado a São Paulo no Santuário-Basílica “Rainha dos Apóstolos”, lugar significativo para toda a Família Paulina, no dia 30 de junho de 2008.
 
Ao Apóstolo foi dedicada uma ampla e articulada reflexão sobre a sua atualidade na evangelização e no mundo da comunicação. Os palestrantes foram dois peritos: Dom Rino Fisichella, arcebispo, reitor da Pontifícia Universidade Lateranense e presidente da Pontifícia Academia da Vida; o prof. Francesco Giorgio, jornalista de televisão e docente na Lateranense.
 
A palavra chave das duas intervenções foram: o dever da evangelização. “Quem encontra Cristo é levado, sem desculpas, a ser evangelizador, missionário”, destacou Dom Fisichella. Para o prof. Giorgio, “evangelizar é o ‘password’ para chegar ao ensinamento de Paulo e evangelizar com todos os instrumentos à disposição”, indo corajosamente contra a corrente. Deste modo Paulo estabelece  uma autêntica relação comunicativa com as pessoas de nosso tempo, no sentido moderno da palavra.
 
A tarde foi enriquecida com a soprano Anna Elena Masini, que executou alguns trechos musicais de Adriana Del Giudici. De modo particular, o trecho “A luz”, parte da ópera do teatro-dança “De amor e luz”, inspirada no texto “La bottega dell’orefice” de Karol Wojtyla.
 
O encontro no Santuário “Rainha dos Apóstolos” foi também uma ocasião para apresentar as iniciativas apostólicas preparadas pelas Paulinas e Paulinos para este especial Ano Jubilar.
 
A Família Paulina de Triveneto organizou muitas iniciativas para celebrar o Ano Paulino. Destacamos algumas.
 
Verona
29 junho 2008 – O Bispo Dom Giuseppe Zenti abriu solenemente o Ano Paulino na Igreja São Paulo diante da presença de um grande número de pessoas vindas das diversas partes da diocese. Com a Família Paulina estiveram presentes muitos imigrantes de Sirilanca, Filipinas, África. Assim foi evidenciado o coração universal de são Paulo.  Foi também inaugurada a exposição sobre são Paulo.
 
26-28 setembro 2008 – As Filhas de São Paulo, em colaboração com o Instituto São Zeno, organizarou um tríduo bíblico com o biblista pe. Romano Penna. O tema foi: Cristo crucificado e ressuscitado. No coração da experiência de Paulo.
Está na programação ainda uma série de encontros sobre a “cidade de são Paulo”, símbolo das situações típicas desta cultura. O palestrante será o pe. Rinaldo Fabris, grande conhecedor das Cartas paulinas. A iniciativa foi prepara com o Centro cultural Toniolo.
 
Encontros de leitura dos textos de são Paulo e exposição de livros
Esta iniciativa foi já testada em Verona e é “exportável”… Trata-se de um caminho realizado em três noites. 
Na sexta feira à noite serão lidas páginas tiradas do livro O Paulo. Autobiografia, de François Vouga, editado por Paulinas. A meditação dos textos será alternada com intervenções do animador, escuta de textos musicados e projeções de imagens atualizadas. 
Para o sábado a proposta é uma vigília de oração, segundo o método de adoração paulina. Serão envolvidos os consagrados das paróquias vizinhas, as pessoas do apostolado da oração e todas as pessoas que desejarem. 
No domingo haverá um espaço para testemunhos da Família Paulina presente e uma exposição de livros, com particular atenção sobre os produtos sobre são Paulo.
 
Peregrinação à Alba
21-23 novembro 2008 – A Família Paulina irá em peregrinação lá onde nasceu o carisma paulino. O meta será: o templo São Paulo e os lugares alberionianos mais significativos.
 
Peregrinação à Roma
25 abril 2009 – A Família Paulina de Triveneto, os amigos e parentes de Paulinos e Paulinas irão à Roma para o encontro mundial da Família Paulina. Esta será para eles uma ocasião propícia para visitar os lugares paulinos da “Cidade eterna”.
 
São Paulo em concurso
O jornal de formação e de metodologia da Catequese paroquial propõe aos seus leitores celebrar o Ano Paulino, não só com a marca “ad hoc” e um folheto com a vida e atividade missionária do Apóstolo, mas também com um concurso criativo: Imagine são Paulo.
 
Jovens catequistas são convidados a participarem desenvolvendo produtos criativos de vários gêneros: literários, artísticos, multimídia…e ilustrados com um aspecto ou evento relacionados a são Paulo. O concurso é subdividido em duas partes, uma para os jovens dos grupos de catequese em preparação à Primeira Eucaristia, outro para os jovens que se preparam para a Confirmação. Serão premiados seja os catequistas, como os jovens dos primeiros cinco grupos classificados de ambas as partes.
 
Por que um concurso sobre são Paulo? Para dar maior realce ao Ano Paulino, envolvendo os jovens no aprofundamento da pessoa do Apóstolo das gentes, através dos catequistas. Esta será uma ocasião preciosa para descobrir o grande testemunho do Evangelho enamorado por Jesus e pela Igreja; o apaixonado animador das comunidades cristãs. São Paulo, com a sua experiência e a sua carga humana e espiritual, é um “tipo” muito interessante que pode muito bem revelar a novidade de Cristo e iluminar o caminho de fé, também dos jovens.
 
Roma – 190 sacerdotes meditam sobre são Paulo Um retiro para 190 sacerdotes, estudantes do Pontifício Colégio Internacional São Paulo. Tema: Paulo, servo de todos para o evangelho. A meditação do dia 22 de novembro passado foi orientada pela Ir. Bruna Fregni, fsp a convite do pe. Giovanni Marcincini, padre espiritual do Colégio, que desejou uma religiosa da Família paulina para animar este momento de espiritualidade por conhecer melhor a pessoa do Apóstolo, no seu ano Jubilar.
 
Ir. Bruna fez a meditação sobre 1 Cr 9,19-23, com a ajuda de um canto inspirado no hino à caridade. Na celebração das primeiras vésperas da solenidade de Cristo Rei, propôs algumas reflexões inspiradas no pensamento do bem-aventurado Tiago Alberione: Fazer a todos a verdade da caridade.
 
O Colégio Internacional São Paulo, situado à Via Torre Rossa 40, foi idealizado e construído nos anos 60 pela Congregação da Propaganda Fides (atualmente Congregação para a Evangelização dos Povos) por acolher seminaristas provenientes de diversas partes do mundo para estudar filosofia. Atualmente hospeda sacerdotes provenientes de cerca de 50 paises do mundo, sobretudo da África, da Ásia e da América Latina, que freqüentam as Universidades Pontifícias de Roma.
 
Na capela grande encontra-se a cena de São Paulo, pregando no Areópago de Atenas. 
 
Roma – Un filme com desenhos animados sobre o apóstolo Paulo 
“Paulo um aventureiro da Fé” é o título de um filme com desenhos animados que Paulinas de diversos Países e línguas prepararam para colocá-lo à disposição das crianças e adolescentes no Ano Paulino. A obra, produzida pela CFRT (Comité Français Radio – Télévision) está disponível em: inglês, francês, espanhol, italiano e português.
 
Paulinas dos diversos Continentes empenhou-se na realização desta obra para tornar conhecida a vida e a missão do grande Apóstolo dos povos. A obra apresenta uma história apaixonante, cheia de surpresas e aventuras: viagens, tempestades no mar, naufrágios, desafios, prisões, contatos com novos povos.
 
O filme tem a duração de 56 minutos, com oito episódios de sete minutos cada um e segue fielmente a narração dos Atos dos Apóstolos.
 
As Paulinas estão certas que este filme épico seduzirá as crianças e adolescentes e mostrará a eles curiosidades que lhes permitirá descobrir são Paulo, um personagem surpreendente, um homem de fé e de coragem, um missionário aberto a todas as culturas de seu tempo.
 
Roma – Apresentação teatral “Não sou talvez livre?”, promovido pelo Centro de Comunicação e Cultura Paulinas em colaboração com a Casa Circondariale de Velletri e de Latina 
A Companhia A Ponte Mágica da Casa Circondariale de Velletri e o Centro de Comunicação e Cultura Paulinas apresentaram, pleno Ano Paulino, o espetáculo teatral “Não sou talvez livre?”. Depois de dois anos de laboratório teatral realizado ao interno do Instituto, a companhia, graças à sensibilidade do diretor, dr. Giuseppe Makovec e do Magistrado de vigilância, mostrou ao público  quanto seja importante o teatro, senão fundamental, para a reintegração na sociedade.
 
A apresentação “Não sou talvez livre?”, promovida pelo Centro de Comunicação e Cultura Paulinas, interroga sobre a atualidade das palavras de Paulo que podem incidir sobre um cotidiano diferente para cada um de nós. Não foi uma escolha hagiográfica, mas um tipo de diálogo entre dúvidas, perguntas, desesperos e incertezas de cada pessoa humana e as palavras “fascinantes e tremendas” de Paulo. Esta foi a estrutura narrativa escolhida por Antonio Lauritano, diretor artístico da companhia e autor do próprio espetáculo.
 
Além do significado do espetáculo, é interessante destacar um outro aspecto: a colaboração entre Paulinas, a Casa Circondariale de Velletri e a Casa Circondariale de Latina. De fato, as roupas para o “Não sou talvez livre?” foram idealizadas e realizadas pelas presas de Latina: um primeiro passo rumo à participação artística que pretende alargar e crescer criando um tipo de joint venture entre os cárceres do Lazio e o Centro de Comunicação e Cultura Paulinas. Além dos atores e técnicos da Casa Circondariale de Velletri, o espetáculo teve também a contribuição de músicos famosos como: Maurizio Catania, Federico Carra, Ilaria Innocenti, da voz de TerrY Gisi, que colaborou também nos textos, além da ajuda de Rita Gisi, Silvia Venti, Rocco Duca e do apoio de Alessandri Morbidelli. O maestro foi Antonio Lauritano.
 
A Família Paulina propôs o espetáculo “Não sou por acaso livre?” dentro das atividades programadas para o Ano Paulino, em preparação à festa da Conversão de são Paulo. A apresentação será em Roma, domingo, 18 de janeiro de 2009, às 19 h, na Via Antonino Pio, 75, no Santuário Rainha dos Apóstolos.
 
Italy: Caserta – Noite Branca Paulina 
Ler, sem interrupções, as cartas de são Paulo, numa longa maratona literária, aberta a todos, crentes e não crentes, foi o objetivo dos organizadores da “Noite Branca Paulina”, realizada em Caserta com grande participação do povo. A iniciativa uniu a festa de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas e de quantos atuam no mundo da comunicação, e a Conversão de são Paulo, “para um momento de grande cultura e de reflexão, não apenas religiosa”.
 
A manifestação teve início na tarde do sábado, dia 31 de janeiro, ao lado da Biblioteca do Seminário, com a entrega do prêmio Buone Notizie Civitas Casertana a Giovanni Minoli, jornalista, diretor da rai educational, e a  Rosario Giuè, padre e teólogo siciliano, autor do livro Il costo della memoria, editado por Paoline Editoriale Libri, sobre a vida de Giuseppe Diana, jovem sacerdote casertano, morto pela camorra.
 
A maratona prosseguiu, à meia-noite, no Eremitério de São Vitaliano in Casola de Caserta, primeiro com um concerto do Coral diocesano, e depois com a leitura das cartas de são Paulo por toda a noite, até domingo de manhã. Isso tudo pôde ser acompanhado on line.
 
A iniciativa – que teve ampla divulgação nos jornais da região e do país – foi realizada “a custo zero”, apenas com a colaboração dos voluntários e a ajuda de alguns “padrinhos”, entre os quais as Livrarias Paulinas e São Paulo. 
 
Milão – Três encontros de formação sobre são Paulo 
Para o primeiro semestre de 2009, a Sociedade de São Paulo e as Filhas de são Paulo que atuam em Milão,  organizaram uma série de encontros sobre assuntos relacionados à pessoa e vida de são Paulo.
 
Estão previstos temas significativos e relatórios qualificados, a fim de que cada pessoa possa se aproximar das palavras do Apóstolo das gentes com a coragem, a força, o empenho e a fidelidade para testemunhar a fé em Cristo no mundo de hoje.
 
No primeiro encontro, que acontecerá no dia 16 de fevereiro, Mons. Severino Dianich, notável eclesiólogo,  desenvolverá o tema “O criado, a humanidade, a Igreja: de Paulo à Igreja de hoje”. No dia 20 de março, Dom Romano Penna e o Professor Gian Enrico Rusconi discorrerão sobre o tema “Paulo e a palavra da Cruz: Sabedoria e loucura de Deus. Sabedoria e loucura do mundo”. No dia 14 de maio, Enzo Bianchi, Prior da Comunidade monástica de Bose abordará o tema “As imperscrutáveis riquezas de Cristo, na carta de Paulo aos Efésios”.
 
A iniciativa faz parte da programação que celebra os dois mil anos de nascimento de Paulo e se desenvolverá no Auditório Dom Alberione, na sede dos Periódicos são Paulo.
 
Peregrinação com São Paulo, em sessenta cidades 
Por ocasião do Ano Paulino, as Filhas de São Paulo organizaram uma peregrinação, com um ícone de São Paulo (Peregrinatio Pauli) nas cidades italianas onde estão presentes as Paulinas. É um itinerário de 60 etapas, com múltiplas iniciativas ligadas à figura e à atualidade da mensagem do grande Apóstolo.
 
O tema da peregrinação: “O amor de Cristo me impulsiona” (2Cor 5,14) sublinha a força interior que fez de São Paulo um incansável Missionário e Apóstolo. A imagem reproduz um ícone feito por uma Irmã Beneditina de Madri, para a capela das Filhas de São Paulo de Alba (Cuneo), cidade onde nasceu a Família Paulina. As Paulinas da Inglaterra mandaram fazer um pôster (deste ícone) por ocasião do Ano Paulino. Esse é, portanto, o ícone ‘internacional’ símbolo da abertura de Paulo para a universalidade.
 
Foram feitas três cópias: uma começou seu trajeto de Alba e prosseguirá pelas Comunidades e Livrarias do Norte; outra partiu de Roma e ‘visitarᒠa presença Paulina do Centro da Itália e da Sardenha; outra, ainda, partiu de Agrigento e passará nas várias comunidades Paulinas do Sul.
 
Os três percursos terminarão em Roma no dia 29 de junho onde se realizará a solene conclusão do Ano Paulino. É possível entrar no site www.paoline.it, clicando no blog ‘Apóstolo Paulo’ e, em seguida, na sessão “Peregrinatio Pauli”.

This post is also available in: Inglês Francês Italiano Espanhol